Picos-PI, 23 de janeiro de 2020
Política

Padre Walmir tem dois votos favoráveis e julgamento é adiado após pedido de vista

Um pedido de vista do juiz federal Edilberto, adiou a conclusão do recurso contra a cassação do prefeito de Picos, José Walmir Lima (PT); e do seu vice, Edilson de Carvalho (PTB), por abuso de poder político e econômico na eleição de 2016.

Foto: José Maria Barros

Antes do pedido, o relator do processo Thiago Mendes de Almeida Férrer, havia votado contrário à sentença e foi seguido pelo desembargador Fernando Lélis, a ação ainda irá receber quatro votos após a análise do pedido vista.

O advogado de acusação Maik Neiva, disse que sentiu prudência do juiz que não se sentiu totalmente convencido pelo relator e pelo conhecimento dele sobre o processo para dar o seu parecer final.  Ainda segundo o advogado, existiram muitas provas no processo, no entender da acusação, que não foram analisadas pelo relator.

O advogado Maycon Luz, que atuou como coordenador da coligação “É Com Trabalho Que A Gente Segue”, composta pelos partidos PDT / PT / PTB / PMDB / PSL / PTN / PMN / PTC / PSB / PEN / PPL / PSD / PC do B / PSDB, disse que o resultado parcial já era esperado pela defesa.

De acordo com Maycon Luz, o voto do relator reconhece que a campanha que elegeu o prefeito ocorreu de forma lícita. O procurador declarou que não acredita que apareça nenhum novo elemento após análise do pedido vista que possa mudar o entendimento dos desembargadores e a expectativa da defesa é o resultado seja a absolvição por unanimidade.

Ainda votaram os desembargadores Aderson Antônio Brito Nogueira, Antônio Soares dos Santos, Agliberto Gomes Machado, Charles Max Pessoa Marques da Rocha.

 

 

 

 

Fonte: GrandePicos

BANNER MATÉRIA FINAL

Deixe um comentário