Picos-PI, 31 de janeiro de 2020
Piauí

Confirmação de caso suspeito de coronavírus em Sobral reforça vigilância no Piauí

A confirmação do Ministério da Saúde de um paciente suspeito de coronavírus em Sobral, Ceará,  deixou o estado do Piauí ainda mais em alerta devido a proximidade com o município. O paciente é um homem que passou três meses viajando pela China.

O Ministério da Saúde informou que já chega a 43 o número notificações de coronavírus no Brasil e são nove casos suspeitos, sendo 1 em Minas Gerais, 1 no Rio de Janeiro, 3 em São Paulo, 2 em Rio Grande do Sul, 1 no Paraná e 1 no Ceará. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quinta-feira (30) que os casos do novo coronavírus 2019 n-CoV são uma emergência de saúde pública de interesse internacional.

A Secretaria Estadual de Saúde do Ceará divulgou nota sobre o estado de saúde do paciente.

“A Secretaria da Saúde do Ceará informa que o paciente notificado com suspeita de Coronavírus está internado no Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral. Ele foi transferido de uma unidade particular para o HRN na noite desta quarta-feira, 29. O paciente está internado, em observação e isolamento respiratório. quadro clínico dele é estável”.

Amélia Costa, a coordenadora de epidemiologia da Secretaria Estadual de Saúde destacou que não existe situação de pânico e que a Saúde está adotando todas as medidas para evitar a entrada do vírus no Piauí.

“Estamos fazendo um alerta para as pessoas que estiveram na China nos últimos dias e que tiveram contato com essas pessoas, que fiquem em casa, e não é quarentena, mas aparecendo os sintomas como febre, gripe e dificuldade de respirar que procure o Instituto De Doenças Tropicais Natan Portela ou posto de Saúde”, disse Amélia Costa.

Paciente de Sobral

Ela contou que faz parte de um grupo com todos os estados que trata sobre o coronavírus e o caso de Sobral possivelmente será descartado.

“O paciente estava tossindo e procurou a unidade de saúde, mas seu quadro é bom. Temos adotados três providências: a vigilância constante, a preparação do Lacem e assistência a possíveis pacientes suspeitos”.

A imprensa do Ceará informou que amostras dos exames do paciente deverão ser enviadas hoje (30) ao laboratório da FioCruz, no Rio de Janeiro. A instituição que será responsável por confirmar ou descartar o diagnóstico.

“Em tese, é 24 horas depois que as amostras chegam lá”, afirma o secretário Estadual da Saúde (Sesa), Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o doutor Cabeto.

O portal O Povo, do Ceará, informou que a ala em que ele é mantido é chamada de Intermediária, direcionada normalmente para casos de médio risco. O portal informa ainda que em outubro do ano passado, ele iniciou uma viagem de trabalho para a China, onde participou de um treinamento por 90 dias. Circulou no país asiático por pelo menos cinco cidades: Yunnan, Puyang, Henan, Chenghdu e Pequim.

 

 

Fonte: CidadeVerde

BANNER MATÉRIA FINAL

Deixe um comentário