Picos-PI, 23 de julho de 2021
Política

Margarete Coelho deve perder indicação de secretaria para o PSD

A secretaria estadual de Meio Ambiente do Piauí deverá sair da indicação da deputada federal Margarete Coelho e passar ao comando do PSD, do deputado federal Júlio César Lima, que tem cobrado participação na chapa majoritária do Palácio de Karnak nas eleições de 2022.

Na leitura dos governistas, a ida do senador Ciro Nogueira (Progressistas) para o ministério da Casa Civil, inviabiliza ainda mais os planos do governador Wellington Dias (PT-PI) de mantê-la em sua base de sustentação no ano que vem.

Foto reprodução

Os questionamentos acerca do destino de Margarete Coelho sempre estiveram em voga nos bastidores da política. A boa relação da parlamentar com o chefe do executivo piauiense, aliada com a manutenção de indicados dela em cargos da administração estadual, sempre levaram muitas dúvidas sobre os caminhos que serão trilhados.

Para completar o combo de incertezas, em recente entrevista à imprensa quando deixava reunião entre líderes do PP e do PSDB há poucas semanas, a deputada federal não confirmou se permaneceria no Progressistas e muito menos, se estaria na oposição.

O que disse Ciro

Em resposta às investidas de seus adversários, Ciro reafirmou que Margarete estaria ao seu lado no próximo ano e cravou: “é mais fácil eu sair do Progressistas e ir para o PT do que a Margarete, daí vocês tiram”, afirmou o senador na oportunidade.

A resposta do governador

Alheio a avaliação do senador, Wellington Dias reforçou interesse de permanecer alinhado a sua ex-vice-governadora. “É tudo que eu quero [apoio de Margarete]. Uma pessoa que tive o privilégio de trabalhar com ela, eu governador e ela vice, trabalhamos juntos no parlamento. Temos trabalhado juntos e da minha parte tenho muito desejo de continuarmos juntos”, disse o governador no final do mês passado.

BANNER SQUARE FINAL

Deixe um comentário