Picos-PI, 20 de setembro de 2019
Piauí

Produção cai, mas PI ainda é o maior produtor de pó de carnaúba do Brasil

Dados da pesquisa “Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS)”, divulgados nesta quinta-feira (19) pelo IBGE, apontam que o estado do Piauí terminou o ano de 2018 como o maior produtor de pó de carnaúba no Brasil. Foram extraídas no estado 10,4 toneladas, o que representa 58% da produção brasileira do item, que foi de 17,9 toneladas em 2018.

Em termos de valor da produção, a pesquisa mostra que o Piauí atingiu a marca R$ 118,06 milhões, o equivalente a uma participação de 62% do valor total extraído no país.

Os municípios de Piripiri (478 toneladas), Campo Maior (448 toneladas) e Piracuruca (441 toneladas) são os que alcançaram os melhores índices de produção do pó de carnaúba no estado do Piauí, em 2018.
Apesar do bom desempenho, o estudo divulgado pelo IBGE mostra que participação do Piauí na produção brasileira de pó de carnaúba vem caindo nos últimos anos. Em 2009, o estado chegou a ser responsável por 67% da produção, com mais de 12 mil toneladas. Na série histórica até o ano de 2018, a queda na produção foi de aproximadamente 14%.

Mesmo com a queda na produção, o pó da carnaúba continua sendo o principal item da pauta do extrativismo no estado.


Piripiri, Campo Maior e Piracuruca lideram a produção no estado – Foto: Jailson Soares/O Dia

Enquanto o Piauí registrou queda na produção, o vizinho estado do Ceará é o que teve o maior aumento, alcançando a marca de 6,7 toneladas em 2018, o que representou 37% do total produzido no país. Na série histórica entre nos anos de 2009 a 2018, analisada pela pesquisa do IBGE divulgada nessa quinta-feira, o Ceará registrou um crescimento de cerca de 22% em sua produção.

O pó da Carnaúba tem sua extração concentrada no Brasil em apenas cinco estados da região Nordeste: Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Carvão Vegetal 

O IBGE também divulgou nesta quinta-feira (19) os dados sobre o extrativismo do Carvão Vegetal. De acordo com a pesquisa, o Piauí terminou o ano de 2018 com o quarto maior volume de produção do Brasil, ficando atrás apenas do Maranhão, Mato Grosso do Sul e Bahia. Foram produzidas no estado 46,9 toneladas, o que representa 13,8% da produção nacional do item.

O município de Jerumenha, localizado a 313 km da capital, concentrou em 20185 um quarto de toda a produção, com mais de 12 toneladas. A segunda colocação é do município de Marcos Parente, que produziu 6,7 toneladas de carvão vegetal em 2018.

O estudo

A pesquisa “Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura(PEVS), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira(19), apresenta informações referentes à quantidade e ao valor da produção decorrente dos processos de exploração de florestas plantadas para fins comerciais (silvicultura), bem como da exploração dos recursos vegetais naturais (extrativismo vegetal).

O estudo é considerado a principal fonte de estatísticas sobre o acompanhamento sistemático da exploração dos recursos florestais em todo o Território Nacional.

Fonte: O Dia
BANNER MATÉRIA FINAL

Deixe um comentário